Buscar
  • Daniel Saka

Custo de geração de energia elétrica através do Sol e do vento são as mais baratas do mundo




Segundo o último relatório da Bloomberg New Energy Finance (BNEF), as energias solar e eólica costeira não subsidiadas atingiram o menor custo para produção de energia elétrica em quase todas as principais economias do mundo, inclusive as gigantes Índia e China.


O estudo compara os custos nivelados da eletricidade e mostrou que a energia fotovoltaica e onshore (eólica costeira) acabam de se tornar as fontes de geração com custo mais barato para todas as maiores economias, com excessão do Japão.


O chamado custo nivelado de análise de energia considera todos os fatores que determinam o quanto realmente custa a geração da energia até entregá-la á unidade consumidora mais perto, ou a tomada mais próxima.


Dentro deste cálculo, diversos fatores são envolvidos como: o custo da construção da usina, o combustível, políticas federais e estaduais, construção e manutenção da rede elétrica e incentivos envolvidos em todas as etapas até a eletricidade chegar ao consumidor final.


Até em países onde o carvão era, até pouco tempo atrás, considerado "rei", como é o caso da China e Índia, as energias solar e eólica venceram o carvão em relação ao custo mais baixo.


De acordo com o estudo da BNEF, as melhores usinas solares ou eólicas hoje saão construidas praticamente pela metade do preco da construcao de uma usina termeletrica à carvao.


O custo nivelado da energia fotovoltaica no segundo semestre deste ano de 2018 reduziu à US$60/MWh, valor 13% mais baixo do registrado no primeiro semestre do mesmo ano. Ainda segundo o estudo, isto ocorreu mediante a contratação do gigante mercado chines.


No caso da eólica costeira, o custo nivelado atual é de US$52/MWh, redução de 6% quando comparado com o primeiro semestre deste ano. Em lugares como a Índia e Texas, os valores chegaram a atingir o patamar de US$27/MWh, esta redução drástica ocorreu pela reduçao no valores das turbinas e o dolar mais forte.


Naão foi informado o motivo de a energia eolica maritima (offshore) nao ter sido incluida no relatorio. A boa notícia eé que segundo algumas fontes, esta energia é ainda mais barada do que a produzida em terra.


No mês de Agosto, a Bloomberg mostrou que o planeta Terra atingiu um marco histórico: 1TW de capacidade de geração eolica e solar instalada.




Outra boa notícia segundo o levantamento da instituicao, é que o segundo terawatt sera atingido em 2023 e com o custo 46% menor do que o anterior.


A estimativa é de que o solar e a eolica somem 50% de participacao da matriz energetica mundial ate 2050, segundo o relatorio New Energy Outlook 2018, que baseou-se na queda dos custos das tecnologias renovaveis.



0 visualização

© 2018 SAKA Solar 

Todos os direitos reservados - Política de privacidade